Migas de Grelos e Feijão Frade | Mercado Biológico do Príncipe Real

Grelos no Mercado Biológico do Príncipe Real

Mercado Biológico do Príncipe Real

Um dos meus planos preferidos para as manhãs de sábado é a ida ao mercado biológico do Príncipe Real. Chegar cedo (o mercado abre às 8h) e aproveitar para dar um passeio a pé pela Baixa, Bairro Alto e Príncipe Real (para mim, uma das zonas mais bonitas da cidade) antes de ir ao mercado. 

É uma das coisas que mais gosto em Lisboa. As manhãs na cidade. Principalmente quando a Primavera se aproxima, e os dias convidam a passeios mais longos, cheios de luz. É uma rotina que não dispenso. E a melhor forma de começar o fim-de-semana.

O mercado biológico do Príncipe Real realiza-se todos os sábados, das 8h às 14h, na orla poente do Jardim do Príncipe Real. 

Banca no Mercado Biológico do Príncipe Real

O mercado não é grande (deve ter entre 7 a 8 bancas), mas é um dos mais bonitos de Lisboa.
Os produtos são sempre muito frescos, e prima pela variedade. Aqui apetece levar tudo. Os cheiros, as cores, o aspeto bonito e fresco dos vegetais e das frutas. A simpatia dos vendedores, que nos ensinam com orgulho como cozinhar os produtos. 

Foi aliás aqui que aprendi a fazer um dos melhores patês de sempre, com Tomatillos.
Para quem não conhece, o Tomatillo (Physalis philadelphica ou Physalis ixocarpa), que também pode ser chamado de tomate mexicano ou tomate de casca, é uma planta que pode ultrapassar 1 metro de altura. Os seus frutos assemelham-se a pequenos tomates e são envolvidos por uma casca de textura semelhante a papel. São muito usados na cozinha mexicana, em molhos e em conservas. Os frutos maduros são geralmente verdes, mas também há plantas com frutos de cor amarela, vermelha e roxa.

São semelhantes à Physalis, mas mais amargos, e por isso mais usados para receitas salgadas.

Tomatillos do Mercado Biológico do Príncipe Real

Este sábado não consegui chegar cedo, tive de riscar do plano o passeio, e fui diretamente ao mercado. 
Como sempre, enchi os meus sacos ecológicos com uma grande variedade de frutas e legumes frescos. Como os grelos da receita de hoje. Estavam tão bonitos que se pudesse tinha trazido todos os que lá havia para casa.

Eu adoro grelos. Para ser sincera, adoro todos os crucíferos (vegetais com folha) no geral. Mas os grelos têm um lugar especial no meu coração. Sou completamente fascinada (e viciada) por estes molhos de grelos, seja qual for a sua variedade. 

Chegada a casa, já em cima da hora do almoço, eis que chega a outra parte que mais gosto. Cozinhar os legumes super frescos que acabei de comprar. Claro está que peguei logo num molho de grelos, sem pensar duas vezes. Fiz estas Migas de Grelos e Feijão Frade (que já tinha cozido noutro dia e que estava pronto a usar) e acompanhei com uma boa salada de Alface, Rúcula, Cebolinhas (tão saborosas e macias!), Tomate e Pepino.



Migas de Grelos e Feijão Frade
(Serve 2 a 4 pessoas)
Tempo de preparação: 30 minutos

Ingredientes
1 molho de Grelos biológicos
300 gramas de Feijão Frade, previamente cozido
3 fatias de Pão rústico, cortadas em pedaços pequenos
4 dentes de Alho grandes, em fatias finas
Azeite Extra Virgem biológico
Pimenta Preta, moída na hora
Uma pitada de Sal Marinho grosso


Preparação:

Coza o feijão frade, escorra-o e reserve.

Lave o molho de grelos e leve-os a cozer em água abundante com uma pitada de sal marinho grosso. 
Depois de cozidos, escorra bem a água e reserve.

Num tacho, aqueça um fio de azeite e junte o alho. Deixe refogar ligeiramente com o lume baixo.

Adicione os pedaços de pão e o feijão frade e, com o lume baixo, salteie mais um pouco.

Por fim, junte os grelos cozidos, regue com mais um fio de azeite e mexa, envolvendo tudo muito bem.

Tempere a gosto com pimenta preta moída na hora.

Está pronto!


Nota:
Servi este prato acompanhado com uma salada de alface, rúcula, tomate, pepino e cebolinha, temperada com uma pitada de sal marinho grosso, limão e um pequeno fio de azeite.

3 comentários:

  1. Quase parece que nos levaste contigo ao mercado! :) O princípe real é das minhas zonas favoritas de Lisboa, fui estagiar para lá, e mais tarde lá fiquei a trabalhar e apaixonei-me completamente pelo sítio! Lembro-me muito bem desse mercadito e tenho pena de na altura não ligar nada à cozinha pois tenho a certeza que, se fosse hoje, quando viesse para casa ao sábado, depois do trabalho, viria carregada de coisas maravilhosas.

    E migas...adoro migas!! Tão bom!! :)

    ResponderEliminar
  2. É verdade, partilho contigo o amor por este mercado maravilhoso! :) E as migas, ai as migas!! :)

    Beijinhos!!

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito de migas, mas nunca fiz com grelos. Normalmente faço com couve galega e broa de milho. Mas irei experimentar a variedade Migas de Grelos, pois tenho uns quantos no quintal já a pedir para serem apanhados há 2 dias! (vantagem de ter horta em casa :) )
    Boa semana!

    ResponderEliminar

Deixe aqui o seu comentário