AMOR, PERSISTÊNCIA e PACIÊNCIA | O desafio de viver a fazer aquilo que gostamos.























Há quatro anos atrás, criei A Cozinha Verde com uma missão muito clara na minha cabeça: inspirar outros para uma vida mais saudável, mais compassiva e mais consciente. Queria ajudar a mudar mentalidades, através da minha própria experiência pessoal e, principalmente, da comida. Não comecei logo com os workshops e formações. Inicialmente, o contacto com o "público" acontecia principalmente através do serviço de entrega de refeições vegetarianas ao domicílio, que mantive sempre até hoje. 

Por isso, quando surgiu a possibilidade de começar a ministrar workshops de cozinha, na altura com o Celeiro, não sabia bem o que esperar. Pensei que seria uma experiência passageira. Não foi. Hoje, o foco do meu negócio está no contacto com as pessoas. Descobri que ensinar me apaixonava ainda mais do que cozinhar entre quatro paredes. Descobri que juntar as duas coisas me enchia o coração por completo. A partir daí, nunca mais parei. Workshops, talks, formação para empresas, cursos particulares, eventos.

Dá-me um gozo enorme criar este tipo de experiências e partilhar com vocês aquilo que me move: a paixão pela cozinha saudável e por um  estilo de vida vegan.  Esta é a minha forma de chegar até vocês. É a minha forma de plantar a semente. Como costumo dizer, é a minha forma de ativismo. E ver isto crescer. Bem, ver isto crescer deixa-me sem folgo. Sem palavras. E realizada. Muito realizada. 

Hoje, com um primeiro livro editado, o sentimento de gratidão é ainda maior. Saber que a minha mensagem irá chegar mais facilmente a cada um de vocês, enche-me de orgulho. 

Não vou mentir e dizer que foi fácil chegar até aqui. E por aqui entenda-se viver do meu trabalho com A Cozinha Verde. Foi um processo lento e desafiante a muitos níveis. Ensinou-me a ser mais paciente, mais organizada e mais focada, entre tantas outras coisas. Se alguma vez pensei em desistir? Não. Nem durante as piores alturas. NUNCA pensei em desistir. E acho que foi esta persistência, este amor sincero pelo meu trabalho, que me permitiu chegar aqui

Não sei o dia de amanhã, mas também não o temo. Procuro sim saborear o dia de hoje, retirar o maior prazer daquilo que faço. Hoje. Amanhã é outro dia. Outro começo. Outro desafio.














2 comentários:

  1. Acho que vou dar uma espreitadela no livro e talvez comprar, estou a tentar ser mais saudável!!

    Novo post: http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2018/02/ootd-70-valentines-day-with-zaful.html

    Beijinhos ♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Beatriz! Espero que gostes. :) Beijinho

      Eliminar

Deixe aqui o seu comentário